Autor: admin

Trailer de Firebrand

Chegou a data de estreia de “Firebrand”, com Jude Law e Alicia Vikander

Chegou a data de estreia de “Firebrand”, com Jude Law e Alicia Vikander

O filme foi apresentado em Cannes, com direito a ovação em pé. Os atores interpretam o rei Henrique VIII e a sua última mulher.

Aduração da ovação em pé em Cannes é, por norma, um forte indicador da receção de um filme. No caso de “Firebrand”, que foi apresentado no festival francês a 21 de maio, o público levantou-se para aplaudir a produção durante oito minutos ininterruptos.

Depois do sucesso, o drama histórico prepara-se para chegar às salas de cinema. A longa-metragem de Karim Aïnouz estreia no dia 21 de junho de 2024, após as distribuidoras Roadside Attractions e Vertical terem comprado os seus direitos.

No centro das atenções estiveram dois nomes conhecidos: Alicia Vikander e Jude Law. Ele é Henrique VIII, o cruel rei britânico famoso pelas suas seis mulheres — e por mandar decapitar duas delas —; ela é Katherine Parr, a sua última esposa que procura evitar a ira e a crueldade do monarca.

O argumento é a adaptação ao cinema do livro de 2013 “Queen’s Gambit”, assinado por Elizabeth Fremantle, que apesar de agarrar em personagens históricas, toma muitas liberdades na obra de ficção. Nesta história, Parr acaba por tomar as rédeas do reino enquanto o marido combate na guerra.
No seu regresso, Henrique VIII mostra-se cada vez mais paranoico e acaba por acusar a melhor amiga de infância da esposa de traição. O resultado: pena de morte, queimada na fogueira. As ações cada vez mais erráticas do marido levam-na a ser protagonista numa autêntica luta pela sobrevivência.

“As histórias que têm sido mais contadas são as das mulheres que não sobreviveram. Quando li o guião, pensei logo que isso era interessante, como se as pessoas só quisessem saber de coisas macabras”, explicou Vikander à revista “Variety”.

O filme, dirigido pelo realizador brasileiro Aïnouz, conta ainda com um elenco composto por Eddie Marsan, Sam Riley, Erin Doherty e Ruby Bentall.
Fonte

Galeria | Alicia Vikander para a revista Madame Figaro

Galeria | Alicia Vikander para a revista Madame Figaro

Revistas & Jornais | Magazines & Newspapers


Ensaios Fotográficos | Photoshoots

Galeria de fotos

Revistas & Jornais | Magazines & Newspapers > Revistas > Madame Figaro
Ensaios Fotográficos | Photoshoots > 2023 > Madame Figaro

Alicia Vikander diz que teve dificuldades para enxergar graça em vida luxuosa que veio com a fama: ‘Não sabia o que fazer’

Alicia Vikander diz que teve dificuldades para enxergar graça em vida luxuosa que veio com a fama: ‘Não sabia o que fazer’

Alicia Vikander, desabafou sobre a sua experiência com o lado ruim da fama, principalmente por causa da solidão. A vencedora do Oscar disse, ainda, que seus amigos foram essenciais para ela seguir firme e forte.

As informações foram retiradas de entrevista da estrela de ‘A Garota Dinamarquesa’ (2015), filme que lhe rendeu o Oscar, ao The Sunday Times.
Apesar de os fãs almejarem um pouco da luxuosa vida que as celebridades costumam ter acesso, Alicia expôs um pouco do sofrimento que encarou nisso tudo.

“Aos olhos de outras pessoas, [quando] eu estava no auge da fama, eu estava ainda mais triste”, começa. “Eu ficava dizendo a mim mesma: ‘Entenda, isso é incrível.’ Mas eu não sabia o que fazer. Havia todos aqueles voos de primeira classe, quartos [de hotel] cinco estrelas. Mas eu estava sempre sozinha”, desabafa.

A atriz explica que fazer filmes longe da família pode ser “muito solitário”. Ela cita como exemplo o longa ‘O Sétimo Filho’ (2014), o seu primeiro mais distante de casa. “Se eu não tivesse meus amigos para ligar, teria sido difícil. Vi o que pode acontecer com as pessoas da indústria”, reflete.
“Há momentos em que eu ou colegas passamos por algo [difícil] e, bem, não consigo entender como eles foram para o tapete vermelho depois. Para ser recebido por pessoas perguntando: ‘Como você está?’ Sabendo o que eles acabaram de passar? A maioria das pessoas não conseguiria nem sair de casa.”
Na entrevista, ela revelou ter sofrido um aborto espontâneo antes de receber o primeiro bebê. “Nós agora temos o nosso bebê, mas demorou um tempinho. [O aborto] Foi extremo, uma experiência muito dolorosa e, óbvio, me fez me lembrar a produção desse filme. Esse filme tem um outro significado hoje.”

Ela se refere ao filme ‘A Luz Entre Oceanos’ (2016), no qual contracenou com o atual marido. Na trama, eles formam um casal com dificuldades para engravidar e que passa a criar um bebê achado em um barco à deriva. Foi essa produção a responsável pelo relacionamento deles de hoje.

Fonte

Hope | HoYeon Jung, Michael Fassbender e Alicia Vikander estrelam novo suspense de Na Hong-Jin

Hope | HoYeon Jung, Michael Fassbender e Alicia Vikander estrelam novo suspense de Na Hong-Jin

Segundo o Deadline, HoYeon Jung, Michael Fassbender e Alicia Vikander vão estrelar “Hope“, novo suspense do diretor coreano Na Hong-Jin.

Este é o primeiro projeto de Na desde 2016, com “The Wailing“, e marca o primeiro papel principal de HoYeon em um projeto coreano desde que ela estreou na tela em “Round 6“.

O filme é falado majoritariamente em coreano, e segue os residentes de Hopo Port, onde uma misteriosa descoberta é feita nos arredores da remota cidade portuária. Em pouco tempo, os residentes se encontram em uma luta desesperada pela sobrevivência contra algo que nunca encontraram antes. HoYeon interpretará uma policial.

Fassbender e Vikander falam inglês no filme, e quiseram participar depois de ficarem impressionados com o trabalho anterior de Na. Será a segunda vez que eles aparecerão juntos no mesmo filme depois de “A Luz Entre Oceanos“.

Ainda não há previsão de estreia para “Hope”.

Fonte

Alicia Vikander explica porque se mudou para Lisboa: “É ótima para famílias”

Alicia Vikander explica porque se mudou para Lisboa: “É ótima para famílias”

Vikander contou à “The Hollywood Reporter”, o que levou o casal a optar por Portugal.

“Estava em Londres há sete anos, tinha lá a casa que renovei. O Michael já vivia em Londres há 18 anos e ele queria mesmo muito afastar-se, sair da grande cidade”, conta a atriz de 34 anos. “Londres é muito importante na nossa indústria e eu ainda não estava preparada [para sair], mas depois veio o Brexit. Foi muito triste.”

Vikander confessa que se sente “muito europeia” e foi nesse contexto [Brexit] que começou a ouvir os amigos falarem constantemente de Lisboa. “Alguns amigos falavam em mudar-se e, quando nós visitamos a cidade, gostámos imediatamente dela. Quando voltamos, algumas semanas depois da primeira visita, já tínhamos comprado aquela que é a nossa casa.”

Os amigos do casal ficaram incrédulos com a rapidez com que a mudança aconteceu. “Bem, o clima é obviamente melhor do que na Suécia ou na Irlanda. É uma cidade pequena, mas as pessoas são super simpáticas e em 25 minutos conseguimos estar na praia, onde os meus filhos podem andar de skate ou fazer surf. É uma cidade muito orientada para as famílias.”

Elizabeth Olsen e Alicia Vikander viverão casal em ficção científica sobre DISTOPIA

Elizabeth Olsen (‘WandaVision’) e Alicia Vikander (‘Tomb Raider: A Origem’) irão estrelar um novo drama de ficção científica intitulado ‘The Assessment‘ (A Avaliação, em tradução livre), que aborda um casal vivendo em um mundo devastado pelas mudanças climáticas.

Segundo informações divulgadas pelo Screen Daily, a trama se passa em uma linha do tempo em que parte da sociedade criou um mundo paralelo, onde a vida é controlada e otimizada, e a possibilidade de ter filhos não é deixada ao acaso. Nesse contexto, Olsen e Vikander interpretarão um jovem casal bem-sucedido que deseja formar uma família, mas precisa passar por um processo rigoroso de avaliação.

Durante sete dias, eles abrirão suas vidas para um “Avaliador”, que determinará se eles são qualificados para ter filhos. A atriz Anna Kendrick (‘Um Pequeno Favor’) também está envolvida no projeto, possivelmente desempenhando o papel do Avaliador, embora não haja menção oficial a respeito.

A produção de ‘The Assessment‘ marcará a estreia de Fleur Fortuné como diretora de longa-metragem. Fortuné é conhecida por seu trabalho em videoclipes e curtas-metragens.

Além disso, um vídeo de 2016 surgiu recentemente, mostrando os roteiristas discutindo a história do filme, que na época era intitulado “The Assessor”.
Fonte